Se você tá por aqui, é porque se interessou em saber mais sobre os tecidos que a gente usa na Publik, né?

A gente queria começar esse papo falando que por aqui rola muita pesquisa pra ter certeza de que os materiais têm a ver com o que a gente acredita e busca.

Os selos e certificações são garantias da qualidade e da responsabilidade na produção dos materiais, e a gente faz questão de trabalhar com eles pra ter a tranquilidade de saber que tá usando tecidos que fazem bem pras pessoas e pro planeta. 

NOSSOS TECIDOS

Algodão BCI

O algodão, esse queridinho da moda, não é por si só sustentável, sabia? Pra ele ser de fato um material amigo do planeta, precisa ser produzido segundo algumas normas e padrões. Pra garantir que o seu lookinho veste você com consciência, o certificado BCI -  Better Cotton Iniciative, mapeia todo o caminho do algodão certificando a qualidade. Ter esse selinho significa que o tecido é fabricado em condições dignas de trabalho e com boas práticas agrícolas.

Cupro Bemberg

O Cupro é feito dos filamentos que envolvem as sementes do algodão. Elas poderiam ser descartadas, mas são reprocessadas e viram tecido. Por ser de origem vegetal, é biodegradável. O selo Bemberg atesta que esse tecido é produzido no Japão de forma responsável, de olho na redução das emissões de CO2 usando energias renováveis e com um sistema de ciclo fechado, rastreável e ecofriendly.

Poliamida Biodegradável

A poliamida é uma fibra sintética derivada de um recurso não renovável, o petróleo. Masss, calma, que na versão que nós usamos por aqui, ela é tecnológica, ecológica e biodegradável. São menos de 3 anos pra ela se decompor depois de descartada, reduzindo drasticamente o problema de geração de lixo da moda sem deixar poluentes pra trás. Além disso, não tem substâncias nocivas e tem decomposição acelerada em oceanos para os microplásticos gerados na lavagem.

Tencel

O Tencel é outro material que vem de árvores de florestas certificadas. Essas árvores crescem super rápido, precisam de pouca água e nenhum agrotóxico pra serem cultivadas. O Tencel surge quando a celulose vira fibra, e isso envolve um processo químico feito de forma responsável, sem liberação de poluentes na natureza e com neutralização das emissões de CO2. Por ter origem vegetal, o Tencel também é compostável e biodegradável, ou seja, no fim da sua vida útil a peça pode voltar pra natureza.

Viscose Ecovero

Você já deve conhecer, pelo menos de nome, a viscose, né? Esse tecido é muito usado por aí, mas tem um porém: nem toda viscose é sustentável. Essa fibra é feita de cavacos de madeira, mais precisamente de árvores como faia, pinho, bétula, carvalho e eucalipto. O selo EcoVero™ garante que a madeira usada é de manejo sustentável e florestas certificadas. Esse tecido ainda tem uma tecnologia de rastreabilidade que permite que a gente tenha certeza que tá comprando o material ecológico de verdade. Na produção da viscose responsável, o consumo de água é 50% menor em comparação com a viscose genérica, a emissão de CO2 também é 50% menor e as fibras são compostáveis e biodegradáveis.

Receba nosso Guia por E-MAIL

* obrigatório